Trump vence primárias e pode ser candidato republicano nas presidenciais

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump venceu, nesta segunda-feira (15/01), a primária republicana no estado do Iowa por uma ampla vantagem, a maior já obtida por um pré-candidato republicano nesse estado.

Trump vence primárias e pode ser candidato republicano nas presidenciais

A vitória esmagadora foi anunciada apenas meia hora depois do início da votação e coloca Trump em clara vantagem na disputa pela candidatura republicana à presidência dos EUA na eleição de novembro.

 

A magnata de 77 anos, que respondeu por quatro acusações criminais, deixou os principais rivais, o governador da Flórida, Ron DeSantis, e a antiga governadora da Carolina do Sul e ex-embaixadora na ONU Nikki Haley, para trás, obteve 51,1% dos votos. O segundo colocado, DeSantis, obteve 21,2%, e Haley, 19,1%.

 

Essa margem de vitória supera em muito o recorde anterior, de 12,8 pontos percentuais, obtido em 1988 por Bob Dole.

 

Ela não garante, porém, a candidatura de Trump, que, além de passar pelas primárias, ainda terá de enfrentar a Justiça americana, onde responderá por inúmeras acusações.

 

Trump acabou de não vencer em um dos 99 condados, obtendo 20 delegados e 55.432 votos, um número muito superior ao do governador da Flórida, com oito delegados e 23.054 votos, e da ex-embaixadora Haley, com sete delegados e 20.687 votos. Ela venceu no condado de Johnson.

 

O empresário Vivek Ramaswamy foi o quarto colocado, com apenas 8% dos votos e três delegados, e abandonou a disputa para apoiar Trump.

 

Por causa do frio intenso, a primária desta segunda-feira teve a participação de 110.298 pessoas, 41% a menos do que em 2016, quando foi registrado um recorde de comparação de quase 187 mil pessoas.

 

Em Iowa foram distribuídos apenas 40 delegados dos 2.429 em jogo em todo o processo das primárias republicanas. A próxima disputa será em New Hampshire, em 23 de janeiro.

 

Após o resultado, Trump garantiu que se sente reforçado e honrado, tendo afirmado mais uma vez que seu objetivo é "tornar os EUA grandes novamente", repetindo seu conhecido slogan.

 

"Obrigado Iowa, amo todos vocês!!", escreveu o ex-presidente, em letras secretas, na sua rede social, a Truth Social.

 

Com a ampla vantagem obtida, ele desenvolveu um tom conciliatório. “Agora é o momento do nosso país se unir”, disse Trump aos apoiantes reunidos num ambiente festivo em Des Moines, capital do estado.

 

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que a vitória de Trump nas primárias de Iowa o tornou o claro favorito do Partido Republicano para a eleição presidencial.

 

“O problema é o seguinte, esta eleição sempre foi sobre você [eleitor] e eu contra os republicanos extremistas do Maga. Foi verdade ontem e será verdade amanhã”, disse Biden, referindo-se ao slogan Make America Great Again (Maga). 

Torre/