Moçambique e África do Sul modernizam fronteira

Os governos de Moçambique e da vizinha África do Sul estão a trabalhar no desenho das novas instalações que vão albergar os serviços fronteiriços em Ressano Garcia, província de Maputo, no âmbito do projecto de modernização dos postos de travessia entre ambos dois países.

Moçambique e África do Sul modernizam fronteira
Porto de Maputo

O projecto da infra-estrutura será concebido por uma empresa que trabalha no ramo de fronteiras já identificada pelo governo moçambicano. É uma empresa que vai igualmente trabalhar com as autoridades sul-africanas no mesmo propósito.

 

A informação foi avançada em Komatiport, Africa do Sul, pelo Secretário Permanente do Ministério dos Transportes e Comunicações (MTC), Ambrósio Sitoe, após uma reunião conjunta de dois dias no âmbito do Projecto de Fronteira de Paragem Única.

 

Segundo Ambrósio Sitoe a ideia é que os postos de travessia de Ressano Garcia, em Moçambique e Libombo, na África do Sul funcionem em edifícios similares e com complementaridade numa iniciativa de fronteira justaposta.

 

“A fronteira justaposta significa que Moçambique tem as suas infra-estruturas, África do Sul tem suas infra-estruturas e isso facilita a manutenção, fala-se em termos de diálogo para poder avançar, mas o desenho deve ser coordenado e acordado pelas partes sob pena de Moçambique avançar com um desenho e depois o fluxo do lado sul-africano ser outro, ou a África do Sul avançar e Moçambique não”, disse Sitoe.

 

“Essa é a razão pela qual estamos aqui para trabalhar com as equipes que vão permitir cada grupo olhar para o seu trabalho e trazer soluções para o processo e que dentro de quatro a cinco meses teremos o estudo já concluído. Isso vai permitir que nos projectos de longo prazo, que são acima de seis meses, se consiga iniciar com essas infra-estruturas que vão albergar aquilo que são as expectativas de Moçambique, tanto como a África do Sul em termos de demanda e fluidez dos camiões”, explicou.

Moçambique faz-se representar por uma delegação que integra técnicos de vários sectores que trabalham na área de fronteiras, segurança, comércio e Transportes e comunicações.