EUA vai fazer a primeira execução por asfixia com gás nitrogénio

O Estado de Alabama, nos Estados Unidos de América (EUA) vai executar este mês um cidadão que responde pelo nome de Kenneth Smith com recurso a asfixia com gás nitrogénio.

EUA vai fazer a primeira execução por asfixia com gás nitrogénio

Trata-se de um protocolo de execução que será implementado contra este cidadão condenado de ter cometido um assassinato em 1988.

 

“A execução esta programada para dia 25 de janeiro com uma máscara conectada a um cilindro de nitrogénio”, cita a CNN.

 

No entanto, especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) pediram as autoridades norte-americanas para não levarem a execução adiante, por entenderem que o método pode submeter o condenado a um “tratamento cruel, desumano ou degradante ou mesmo a tortura”, lê-se no órgão.

 

O pedido da ONU, não encontrou acolhimento por parte das autoridades do Estado de Alabama que estão apostados em levar a cabo a execução ainda este mês. 

 

Os Estados Unidos de América têm enfrentado dificuldades em obter compostos químicos para injeções letais, e como resultado, alguns estados estão a adoptar métodos mais antigos de fuzilamentos e protocolos baseados no gás.