Nyusi alerta contra novas tentativas dos terroristas para recrutar efectivos em Cabo Delgado e Nampula

Os distritos a sul da província de Cabo Delgado e do norte de Nampula, incluindo Memba, Mongicual e Eráti, estão a ser alvo de tentativas de recrutamento de novos efectivos para engrossar os grupos terroristas que actuam desde 2017 na região norte de Moçambique.

Nyusi alerta contra novas tentativas dos terroristas para recrutar efectivos em Cabo Delgado e Nampula
Terroristas

A informação foi partilhada, em Maputo, pelo Chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, durante as cerimónias centrais alusivas à celebração do Dia dos Heróis Moçambicanos.

 

Contudo, Nyusi tranquilizou afirmando que já “estão a ser seguidos”.

 

“Face a estas incursões, ao nível da Forças de Defesa e Segurança de Moçambique e seus parceiros do Ruanda que operam na respectiva faixa foram tomadas medidas operativas imediatas que envolvem a ocupação e consolidação de posições estratégicas em Mucojo, Pangane e Quiterage”, garantiu.

 

Esclareceu que a finalidade última das FDS passa por impedir a penetração e mobilidade dos terroristas pelo mar, incluindo o seu reabastecimento através das vilas adjacentes, “tendo nas últimas 72 horas entrado em contacto com o grupo que se mantém em fuga na recta Ancuabe-Metuge”.

 

Na ocasião, o Presidente da República anunciou que a Marinha de Guerra abordou uma embarcação desconhecida em águas nacionais, na província de Cabo Delgado.

 

“Saudamos a Marinha de Guerra que abordou com sucesso no dia 01 deste mês uma embarcação estranha nas nossas águas em Cabo Delgado, esperamos que seja esclarecida a sua origem e motivação”, disse.

 

Disse que as comemorações do 03 de Fevereiro de 2024 ocorrem num momento em que se assiste a movimentação de terroristas contra as populações do distrito de Macomia, e em pequenos grupos tentam, a todo o custo, infiltrar-se nos distritos de Ancuabe e Metuge.

 

Por isso, defendeu que “esta deve ser a nossa concentração e esta pátria deve ser mantida”.