Ossufo Momade afasta Venâncio Mondlane do cargo de assessor nacional alegadamente para cuidar da sua candidatura à presidência da Renamo

O até agora presidente da Renamo, Ossufo Momade, afastou na quarta-feira, 17 de Janeiro, o seu assessor nacional, Venâncio Mondlane, do cargo que ocupava desde 2019.

Ossufo Momade afasta Venâncio Mondlane do cargo de assessor nacional alegadamente para cuidar da sua candidatura à presidência da Renamo

A informação foi confirmada à STV pelo porta-voz da Renamo, José Manteigas.

 

Na entrevista à STV, José Manteigas disse que a decisão visa  dar tempo a Venâncio Mondlane para “preparar a sua candidatura à presidência do partido” por ser uma actividade que “exige muito tempo”.

 

Entretanto, Manteigas nega que a decisão tenha que ver com o anúncio da candidatura pelo deputado à presidência da Renamo. 

 

Venâncio Mondlane foi nomeado assessor nacional de Mondlane em 11 de Abril de 2019. 

 

É difícil desassociar o afastamento de Mondlane do anúncio da sua candidatura para tirar Ossufo Momade do poder, cujo mandato terminou no dia 17 de Janeiro.