SERNIC apreende perto de 500 quilos de droga em Nampula

O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) e a Polícia da República de Moçambique (PRM) apreenderam na semana passada, em Nampula, perto de 500 quilos de droga canábis sativa (vulgo soruma).

SERNIC apreende perto de 500 quilos de droga em Nampula
Drogas

A droga, apresentada em conferência de imprensa esta quinta-feira, na cidade de Nampula, capital da província homónima, foi alegadamente produzida na vizinha República de Eswatini e foi encontrada abandonada numa embarcação no posto administrativo de Matibane, distrito de Mossuril.

 

As autoridades afirmam que se trata de uma das maiores apreensões dos últimos três anos registada naquela província do norte de Moçambique.

 

A porta-voz do SERNIC, Enina Tsinini, disse que no interior da embarcação também foram encontradas duas armas de fogo do tipo pistola e 40 munições.

 

Sobre a apreensão, Tsinini disse que foi graças a uma denúncia popular.

 

“Tivemos informações a partir de nossas fontes que (a droga) se encontrava no meio de um mangal abandonada por um período de três dias”, disse Tsinini, citada pela Rádio Moçambique, emissora nacional.

 

Explicou que durante a operação de verificação “pudemos encontrar no interior das embalagens um total de 481 quilogramas de canábis sativa de fabrico suazi. Na mesma embarcação foi encontrado um óleo extraído da semente da canábis sativa que é usado para o fabrico de haxixe.

 

Também foram encontradas massas que foram enviadas para o laboratório de modo a apurar a sua composição.

 

As autoridades descobriram ainda cogumelos que, também são consumidos como droga.  

 

A fonte aproveitou a oportunidade para manifestar a sua preocupação com a apreensão de produtos para o fabrico de haxixe.  

 

“Este é um dado novo porque antes tínhamos a província de Nampula como um corredor, mas agora fazemos a apreensão de produtos que são de haxixe isso é o que deve preocupar o SERNIC, bem como as outras entidades de investigação”.

 

Por isso, disse a fonte, urge desencadear uma investigação para apurar se, efectivamente, existe um laboratório instalado dentro do país onde poderá estar a ser produzido haxixe.

 

“A resposta só poderemos ter depois de termos a localização do proprietário da embarcação disse Tsinini.

 

Refira-se que a Procuradora Geral da República, Beatriz Buchili, conferiu posse quarta-feira (14) ao novo Procurador Chefe Provincial de Nampula, Oswaldo Rafael, a quem desafiou a dar o seu máximo no combate à criminalidade organizada e transnacional, particularmente o tráfico de drogas.

 

Buchili apontou os distritos de Nacala-Porto, Angoche e Mossuril como sendo alguns locais onde ocorre com maior frequência o tráfico de drogas.

 

Recomendou também ao recém-empossado a prestar particular atenção ao consumo de drogas pela camada jovem nos estabelecimentos de ensino, pois tal facto tem contribuído negativamente para o aproveitamento académico e na degradação do estado da saúde físico e mental dos jovens em idade escolar.